23.1.07

Posso?...


Hoje, só hoje: posso ter um pouco de vaidade nas palavras?
Como quem cala consente , lá vai:
A GLNP.'. teve a gentileza de editar parte da minha croniqueta que fiz publicar no CBS e, mais tarde, trouxe a este espaço. "Coroa de Espinhos" é (foi!) muito mais do que um amontoado de palavras; talvez por isso, ilustres visitantes tenham deixado recados e disseram ao que vinham. A peça ( de jornal) teve por destino a Akákia Mimosa pelo tempo quase divino com que me obsequiou - ela que foi paixão e ternura, dor, desgosto e saudade, mas que se mantêm "musa" das minhas coisas por aqui e no "recato do secreto dos meus segredos".
Grato pela deferência da GLNP.'. e da fraternidade de quem me alimentou o ego.
Gratidão maior à Akákia Mimosa, "rosa e capicua" de curta primavera no meu outono.

.'.

7 comentários:

nuno oliveira disse...

Parabéns, Carlinhos. O artigo estava sem espinhos. Abraço. Nuno O. "Ju"

Teresa Durães disse...

que não li mas assim que estiver oleada passo por cá! parabéns!

beijos

Teresa Durães disse...

já fui ler :)

a frase a circular tem um erro, deveria ser: "Na verdade a mulher é capaz de ser Deus e o diabo entre o por do sol e o nascer", representada pela Lua, arquétipo da mulher.

Porque o arquétipo feminino representa a natureza na reprodução, no amor pelos seres vivos e na destruição.

boa tarde

Anónimo disse...

De Terça feira 23 de Janeiro a Terça-feira 6 de Fevereiro, nada houve para dizer?

Silvia disse...

Parabéns!!!!

Rui Bandeira disse...

O excelente texto foi também, com a devida referência, transcrito por JPSetúbal no blogue A Partir Pedra, em
http://a-partir-pedra.blogspot.com/2006/12/especial-natal-coroa-de-espinhos_23.html

Rui @t Blog disse...

Parabens MQI:.
Um abraço fraterno.

Fica também o convite fraternal para:

www.gremioestreladalva.blogspot.com

TAF