27.11.05

Dr. Fernando Valle - um ano depois


Fernando Valle deixou de estar físicamente perto de nós há um ano. Passou ao Oriente Eterno no dia 26 de Novembro de 2004. Curvo-me perante a sua memória, respeitosamente, e deposito na campa rasa uma folha de acácia.
O Mestre que ensinou a "Arte de Sonhar" continua vivo!

_______


Este tempo de sim
Tempo de cada um por si e para si
Carreira ordem unida orelha murcha
Vida vidinha medo miudinho
tempo de chefe e chefezinho
Este é tempo outra vez de Portugal em inho

Eis senão quando vem Fernando Valle
Com seu cabelo branco e seu sorriso
Traz consigo uma velha trilogia
Liberdade (diz ele) E chegam guerrilheiros
Com suas armas e sua festa
Garret desembarca no Mindelo
Antero fala nas Conferências do Casino
toca sinos
E chegam carbonários
Sonhadores
A Rotunda o Relvas a República
Fraternidade ( diz) E aí estamos nós
De novo de mão na mão
Prontos para o combate
E para o não

Ouviremos o Torga
Seremos contra isto para ser por isto
Resistir é possível
pela esperança lúcida
É possível começar de novo

Porque ainda há Fernando Valle
Algures em Coimbra ou Arganil
Há ainda um velho capitão do povo

Com ele é sempre Portugal
E é sempre Abril
____
Manuel Alegre

4 comentários:

Anónimo disse...

Para um grande Homem como foi Fernando Valle (médico e político), o tempo passa, mas a sua marca, ficou e irá perdurar durante muito, e muito tempo, ...se calhar até uma eternidade (penso que não estou a exagerar).
um outro olhar

papoila disse...

Faz hoje um ano depositei a folha de acácia na sua campa, em Arganil.
A sua marca continuará indelevel, através dos muitos mais anos que se vão seguir...
Saibamos continuar o seu Sonho...
Papoila

Anónimo disse...

Belo poema do pf pesidente!!!

Nuno Mata disse...

Que a memória, os ensinamentos, a democracia e a gargalhada continuem pela eternidade!