9 de outubro de 2006

Como em Agosto...

Posso não te querer, mas quero-te muito!
Por isso, invento-te
Numa das rosas que apanho no quintal,
Quando as há;
Se não há, passo pelo canteiro de Agosto e imagino-as da mesma cor,
Quando as houver,
Em Agosto.

9 comentários:

  1. obrigado pela visita ao "meu mundo". Os meus Parabéns, gostei muito do que li. Voltarei...
    Uma "ferroada" amiga

    ResponderEliminar
  2. Ola.....vim e gostei.....
    La esta a curiosidade fez com que viesse a correr. Já e tarde. Prometo que volto.Anokas

    ResponderEliminar
  3. Gostei de passar por aqui!

    beijinho

    ResponderEliminar
  4. POSSIVELMENTE, POSSIVELMENTE.
    Abraço Maia

    ResponderEliminar
  5. O mês de Agosto!

    Que saudades!

    Só já faltam 10 meses ;)

    Gostei de te ler!!!!

    Beijikas Majokas para ti...ultima novidade em beijokas Mágicas!

    ResponderEliminar
  6. que continues a colher as rosas em agosto. mas sugiro que as guardes e lhes de protecção para que durem os outros 11 meses... Possivelmente...
    beijos

    ResponderEliminar
  7. Demorei mais a retribuir a visita do que a responder ao "discos pedidos" :)

    Voltarei com mais tempo mas, para já, ficam os meus Parabéns pelo que aqui pude ler e ouvir.
    Muito bom!

    Abraço de conterrânea

    ResponderEliminar
  8. uma rosa no momento certo... fica sempre bem...

    beijinho.

    ResponderEliminar