29 de março de 2006

Se eu fosse a "rosa", também havia de sorrir...

Na minha cidade há um jardim com uma roseira ao meio;
de tão pequeno no formato, o jardim mais parece um canteiro.
Mas é um jardim
porque todas as roseiras crescem em jardins e nunca em canteiros
- os canteiros não merecem uma rosa que seja, quanto mais uma roseira com uma dúzia ( ou mais!) de rosas da mesma cor!
No jardim ,
que mais parece um canteiro,
não existe nenhum sinal proibitivo
que me iniba de saltar por cima de uns arbustos mal tratados
e surripiar uma rosa da roseira
que está no meio do jardim
( que mais parece um canteiro...).
E foi isso que fiz, numa noite de Agosto.
A rosa sorriu
e ficou feliz por ter ido parar às mãos da raposinha!
Se eu fosse a rosa, também havia de sorrir...