29.3.06

Se eu fosse a "rosa", também havia de sorrir...

Na minha cidade há um jardim com uma roseira ao meio;
de tão pequeno no formato, o jardim mais parece um canteiro.
Mas é um jardim
porque todas as roseiras crescem em jardins e nunca em canteiros
- os canteiros não merecem uma rosa que seja, quanto mais uma roseira com uma dúzia ( ou mais!) de rosas da mesma cor!
No jardim ,
que mais parece um canteiro,
não existe nenhum sinal proibitivo
que me iniba de saltar por cima de uns arbustos mal tratados
e surripiar uma rosa da roseira
que está no meio do jardim
( que mais parece um canteiro...).
E foi isso que fiz, numa noite de Agosto.
A rosa sorriu
e ficou feliz por ter ido parar às mãos da raposinha!
Se eu fosse a rosa, também havia de sorrir...


10 comentários:

Carlota disse...

Assim até parece fácil fazer duas flores felizes... :)
Beijola

Teresa Durães disse...

:)

(nem sei o que dizer, excepto mostrar o sorriso que tenho no meu rosto!)

acácia disse...

A rapozinha gostou muito da rosa, e de todas as "rosas" que venha a receber.
tem um bom dia

Maia disse...

bonito
Maia

Anónimo disse...

Tenho uma rosa no meu blog que gostaria de te brindar, coloquei lá para Jo, podes traze-la tambem.
Gostei do espaço bj tibeu

Anónimo disse...

aqui fica o endereço para ires buscar a rosa
www.tibeu.blogs.sapo.pt
www.pitosga.blogs.sapo.pt/

Paixao disse...

Esta é a maravilha deste ritual: os sorrisos são feitos de alegrias simples. Tenho tudo a aprender por aqui...

Beijinhos

Um outro olhar disse...

lindo!!
que ternurento

gostei muito

:)

paper life disse...

:)

125_azul disse...

l'important c'estla rose!
jardim, canteiro... estás poeta, outra vez, que bom!