31.1.06

Jogo de (meias) palavras






Por que espero, se desespero?
E por que fico, se quero ir?
E por que vou, se quero ficar?
E por que insisto e não desisto?
Isto é loucura ou desventura?
Inconsciência ou pertinência?
Sabedoria ou estupidez?
...Mania?
Talvez...
Agora, que nada sei de mim,
fico assim, quedo,
e em segredo
não desespero
- espero, insisto!
Desisto?
_______
c.a.
.'.

4 comentários:

Um outro olhar disse...

Tão verdadeiroe realista
todos temos esses momentos e de algum modos passamos por isso.
Gostei muito
:)

Anónimo disse...

Dilema eterno....se descobrir a solução diga qualquer coisa...
bapsi

Isabel-F. disse...

...fantástico...
adorei...

bj

Paixao disse...

ritualmente aqui voltei...e pensei: desistir? não, por favor. gostei de jogar com a tua escrita e a minha leitura! ***