13 de julho de 2012

Agora, a consciência...

O Ministro Relvas, a propósito da trapalhada em que está enrolado, ao jeito de rolo de papel higiénico, vai dizendo que está de consciência tranquila. Consciência é coisa que o cidadão Relvas não tem; possivelmente, refere-se a outra coisinha miúda, que nada tem a ver com a consciência "...faculdade de avaliação ética dos seus atos..." que é uma coisa enorme, do tamanho da consciência de um impoluto.