13.7.12

Agora, a consciência...

O Ministro Relvas, a propósito da trapalhada em que está enrolado, ao jeito de rolo de papel higiénico, vai dizendo que está de consciência tranquila. Consciência é coisa que o cidadão Relvas não tem; possivelmente, refere-se a outra coisinha miúda, que nada tem a ver com a consciência "...faculdade de avaliação ética dos seus atos..." que é uma coisa enorme, do tamanho da consciência de um impoluto.

3 comentários:

EU disse...

Ao tempo que não dava aqui um pulinho. Li os últimos posts e, como sempre, fico a saber um pouco mais...
Sobre o Relvas, só acrescento como pode haver gente com tanta lata!

Bjo, amigo

JPA disse...

Quando um País está mal, reflecte-se em todos os sectores.
Este caso do Relvas, tal como o do Sócrates, são simplesmente vergonhosos.
Questiono-me, quantos mais haverá por aí?
Independente das escolhas politicas de cada um, temos que acabar com estas vergonhas.

A3raços
JPA

Vitor Silva disse...

Uma das coisas que seria interessante saber:quem criou a legislação que permitiu esta golpada e outras como esta?
Uma mentalidade que seria bom tentar mudar em Portugal: se não puderes ser tratado como Sr. Dr, Sr Engº ou Sr Arquitecto estás num embaraço. Daí a razão porque alguns tentam arranjar esses títulos independentemente dos estudos que fizeram.
Lamentável!